terça-feira, 20 de agosto de 2013

Dica de Filme X – Apocalypto (2006)

Apocalypto é um filme de drama/ação escrito e dirigido por Mel Gibson e lançado em 2006. O filme é inteiramente falado na linguagem maia local, o yucateco, o que proporciona um ambiente mais realista para o roteiro. Além disso, grande parte do elenco é formado por habitantes indígenas locais, o que ajuda e muito da ambientação da obra.

O longa-metragem conta a história de “Pata de Jaguar”, membro de uma pequena e pacífica tribo, atacada por guerreiros Maias em busca de escravos e prisioneiros para serem sacrificados em gigantescos rituais religiosos. Ele esconde sua mulher grávida e seu pequeno filho e acaba capturado enquanto lutava junto aos demais membros do seu grupo. O filme retrata sua luta para escapar e retornar ao que restou da sua tribo e salvar sua família.

A crítica recebeu o filme de forma dividida, principalmente devido às confusões históricas do roteiro, misturando aspectos das civilizações Maia e Asteca (por exemplo, os sacrifícios humanos eram bem mais comuns na civilização Asteca do que na Maia). O filme foi criticado também devido à posição unilateral e fundamentalista cristã que notoriamente marca o estilo de Mel Gibson e que fica marcante na visão que o diretor demonstra dos povos pré-hispânicos (excessivamente primitivos e violentos).

Mas apesar de não ser historicamente tão preciso quanto demonstra à primeira vista e também um pouco parcial, o filme apresenta ótimas cenas de ação e de perseguição, e mostra traços da cultura e dos hábitos cotidianos das civilizações pré-hispânicas da América Central (embora misture um pouco de cada povo numa salada cultural um pouco confusa).

O filme foi indicado a três Oscars, todos eles ligados aos efeitos sonoros e à maquiagem, que realmente são de excelente qualidade, dando um ar ainda mais realista às cenas de perseguição, ação e violência (e bota violência nisso!). Além disso, foi indicado ao Globo de Ouro e ao BAFTA de melhor filme estrangeiro (concorreu nessa categoria por não ser falado em inglês). 

De um modo geral, acho que esse filme, apesar de suas falhas e imprecisões, pode ser interessante para aqueles que estão planejando embarcar numa viagem ao México e à América Central, por mostrar um pouco dos habitantes tradicionais da região, mesmo que de uma maneira mais superficial, num filme de ação e aventura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário