quinta-feira, 31 de maio de 2012

Perguntas e Respostas: Quatro dias no Marrocos, o que fazer?


Sempre recebo e-mails e mensagens de pessoas com dúvidas sobre viagens. São perguntas sobre roteiros, atrações, hospedagem, dinheiro, passagens aéreas, etc. Então, resolvi criar uma seção de perguntas e respostas, que postarei aqui no Cruzando Fronteiras sempre que houver alguma pergunta interessante e que eu ache que possa ser útil para os demais leitores. Portanto, se você tiver alguma dúvida ou quiser uma ajuda no planejamento de sua viagem, é só entrar em contato. Se puder, adorarei ajudar! E quem sabe sua pergunta não aparece aqui no Blog. Vamos à pergunta do dia!

Oi Luiz, tudo bem? Estou indo para Fez com o meu namorado em junho, dia 18, para passar quatro noites. Estou com uma dúvida. Temos poucos dias e não sabemos se vale a pena ir para o deserto para passar uma noite ou se deixamos para uma próxima viagem. Pois, se fizermos essa escolha, teremos um dia e meio para conhecer Fez, já que teremos que passar duas noites entre a ida e a volta do deserto. Estamos muito balançados para ir ao deserto, pois deve ser uma experiência incrível! Mas sabemos que nem sempre vale a pena correr para abraçar o mundo em poucos dias. Por outro lado, pode valer o esforço. O que me diz? Muito obrigada! Beijos! Ystatille.

Olá Yastille! Tudo bem? Sobe a sua dúvida, eu acho que a escolha deve ser exclusiva de vocês, dependendo de quais são seus interesses e suas expectativas da viagem. Realmente, quatro dias é um tempo muito curto para realmente conhecer os dois lugares, então você terá que optar. Principalmente se considerar que para ir até o deserto e voltar, são duas noites passadas dentro do ônibus e mais uma noite que você irá passar no deserto (a não ser que você vá em um tour, que são mais rápidos, mas também mais corridos).

Uma noite no deserto realmente foi uma experiência incrível, o cenário é maravilhoso, andar de camelo, ver o por do sol das dunas e dormir na tenda, é tudo bem legal. Mas, por outro lado, Fez é uma cidade imperial incrível e na região do seu entorno existem outros atrativos que merecem ser visitados, como a cidade de Meknes e as ruínas de Volubilis. Você poderia facilmente passar os 4 dias na região de Fez - são muitas coisas para se visitar!

Se você for ao deserto, considere também o custo de um tour e a opção de fazer esse trajeto por conta própria, usando os ônibus noturnos. Na verdade, ao contrário do que muitos pensam, é bem fácil de locomover e visitar as cidades do Marrocos sem a ajuda de um guia e sem contratar um tour. Apesar de que, com um tempo bem curto, aos tours podem fazer você poupar algumas horas - mas por um preço geralmente bem alto!

Você tem razão quando diz que não vale a pena correr e tentar ver tudo de uma vez. Você acaba não saboreando os lugares adequadamente e, no fim, não conhece nada! Então, leia bastante sobre as duas regiões, converse com o seu namorado e tome uma decisão! Não vai ser fácil (nunca é fácil abrir mão de um destino). Mas, no final, vai valer a pena focar em um só lugar. E, o Marrocos é tão grande e incrível, que você irá voltar para conhecer Marraquexe, Ouarzazate, Essaouira, etc.

Espero ter sido um pouco útil nessa sua dúvida! E continue nos visitando sempre, hein!


terça-feira, 22 de maio de 2012

Planejando uma viagem à Turquia? Turkey Travel Planner!


Faltando cinco meses para as minhas próximas férias, eu estou começando o meu planejamento, pensando em um roteiro (pelo menos um roteiro básico) e tentando absorver o máximo de conhecimento possível sobre os meus destinos.

Por sorte, acabei me deparando com um excelente site, que tem sido a minha principal fonte de informação sobre a Turquia (juntamente com o Lonely Planet e o Wikitravel). O Turkey Travel Planner (www.turkeytravelplanner.com) contém mais de 5.000 páginas de informações sobre a Turquia, incluindo dicas de roteiros, hotéis, passeios, vôos, trens, transportes dentro das cidades, câmbio e muito, muito mais. Apesar de não ser um site muito bonito (e até mesmo ser um pouco feio e confuso) a quantidade de dados é assustadora. E a página - criada pelo viajante, escritor e fotógrafo Tom Brosnahan, membro da Society of American Travel Writters - ainda possui um excelente fórum para envio de perguntas e troca de informações.

Então, fica a dica para todos aqueles que estão planejando uma viagem à Turquia, ou que sonham um dia conhecer esse país.


sexta-feira, 18 de maio de 2012

Copa Airlines: um stop over (grátis) no Panamá é uma ótima pedida


A amiga e viajante Tatiana Peres enviou uma dica que pode ser uma boa pedida para quem está planejando uma viagem à América Central, México, Estados Unidos ou mesmo ao norte da América do Sul.

Os vôos pela Copa Airlines sempre foram muito atrativos para quem viaja para essas regiões, tanto pelos preços (em linha com os cobrados pela Taca) quanto pelos horários dos vôos. Mas agora um novo atrativo pode fazer a diferença na hora de optar por essa companhia aérea.

As compras feitas diretamente nas lojas da Copa agora dão direito a uma parada grátis na Cidade do Panamá, o hub da companhia aérea e escala obrigatória de todos os vôos que partem do Brasil. No Rio de Janeiro, o endereço é Avenida Atlântica 1130, 15º andar - Copacabana.

Embora o site afirme existir uma taxa administrativa a ser paga por quem compra seus bilhetes nos escritórios de venda ou aeroportos, essa taxa não é cobrada no Brasil. 

Essa é uma ótima oportunidade de passar alguns dias conhecendo o Canal do Panamá, fazendo compras e desvendando essa cidade que muitas vezes passa despercebida pelos viajantes.

Para o endereço das demais lojas e pontos de venda ou outras informações, acesse o site da companhia.

Boas viagens!


domingo, 13 de maio de 2012

Perguntas e Respostas: Visto para a Arábia Saudita – é possível?


Sempre recebo e-mails e mensagens de pessoas com dúvidas sobre viagens. São perguntas sobre roteiros, atrações, hospedagem, dinheiro, passagens aéreas, etc. Então, resolvi criar uma seção de perguntas e respostas, que postarei aqui no Cruzando Fronteiras sempre que houver alguma pergunta interessante e que eu ache que possa ser útil para os demais leitores. Portanto, se você tiver alguma dúvida ou quiser uma ajuda no planejamento de sua viagem, é só entrar em contato. Se puder, adorarei ajudar! E quem sabe sua pergunta não aparece aqui no Blog. Vamos à pergunta do dia!

Bom dia! Planejo uma viagem para a Arábia Saudita em agosto para encontrar um amigo brasileiro lá. Minha intenção é ficar de 10 a 15 dias e gostaria de dicas sobre como tirar o visto. Viajarei sozinha. Grata, Fabiana.

Fabiana, bom dia! Eu, pessoalmente, não tenho experiência em relação a viagens para a Arábia Saudita. Então, não posso te passar muitas informações em primeira mão sobre a questão do visto para o país. Porém, pesquisando sobre o assunto na internet, eu consegui algumas dicas que podem ser úteis para você, nessa sua difícil missão.

Antes de mais nada, é importante ressaltar que a Arábia Saudita é considerada um dos países mais difíceis de se visitar, e a concessão de vistos de turismo é bem restrita (ou mesmo impossível). Segundo informações do site Wikitravel (www.wikitravel.org), o país geralmente não concede vistos para mulheres viajando sozinha, então isso tem que ser levado em consideração na hora de você tentar obter o visto. Além disso, não são concedidos vistos para cidadãos de Israel ou qualquer pessoa que tenha visitado este país nos últimos anos (e que tenha evidência dessa visita no passaporte).

 Os vistos de turismo geralmente são emitidos apenas através de agências de turismo licenciadas para tal, e apenas para grupos de no mínimo quatro pessoas (mas as agências podem reunir viajantes solitários em grupos maiores no momento da solicitação do visto). Segundo informações no fórum do Lonely Planet (www.lonelyplanet.com), a concessão de vistos de turismo foi suspensa no final de 2010, sem uma previsão oficial de retorno. Existem casos de viajantes independentes que conseguiram um visto, mas são exceções, e em caso bastante específicos. Então, vale entrar em contato diretamente com alguma das agências oficiais de turismo para uma posição atualizada sobre o assunto. As agências autorizadas para a emissão de vistos são: 


Geralmente eles só conseguem o visto para quem contrata um tour, mas vale a pena perguntar.

Devido à dificuldade para a obtenção do visto, acho que seria mais fácil se o seu amigo tentasse conseguir o visto para você diretamente na Arábia Saudita. Acho que ele teria maiores chances do que você tentando obter o visto independentemente. Mas isso é só um palpite, e acho que você tem um bom desafio à frente!

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Viajando sem sair de casa: “A Terra Vista do Céu”, de Yann Arthus-Bertrand, na Cinelândia, Rio de Janeiro.


Para os visitantes cariocas e fluminenses do Cruzando Fronteiras, eu trago hoje uma dica cultural imperdível, principalmente para aqueles que, como eu, amam viajar e descobrir o mundo - mesmo quando não podem sair da própria cidade!

O meio ambiente visto por um ângulo diferente. Esse é o foco da exposição “A Terra vista do Céu” do fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand, que chega pela primeira vez ao Brasil. Através de 130 imagens de grande dimensão, a mostra convida o público do Rio de Janeiro a admirar a beleza e pensar sobre a fragilidade do nosso Planeta, propondo uma reflexão sobre sua evolução nos últimos vinte anos. 



A exposição foi inaugurada no dia 27 de abril e ficará disponível na Cinelândia, gratuitamente, até o dia 24 de junho. As obras ficam iluminadas até as 23h, mas vale a pena acompanhar uma das visitas guiadas, que têm duração de uma hora e iniciam às 10h, 13h, 15h e 17h30 (de segunda a sexta). Nos sábados e domingos, as visitas guiadas começam às 11h ou 15h.

Essa é uma excelente oportunidade de conhecer a obra desse grande artista e também uma chance de ver o mundo de uma forma diferente. E, quem sabe, uma oportunidade de se inspirar e descobrir o destino da sua próxima viagem?


quarta-feira, 2 de maio de 2012

Vocês votaram e escolheram! (bem, pelo menos parcialmente)


Após quase dois meses de votação, chegou ao fim nossa enquete! Com participação recorde de 61 viajantes, o destino mais votado foi a Turquia e Grécia, com 16 votos (26% do total). Em um distante segundo lugar, com 11 votos (18% do total), ficou o Egito, formando um trio juntamente com o Israel e a Jordânia. Completando o pódio, a incrível Índia, com nove votos (14%). Em seguida apareceram Cuba (8), China (7), México (4) e Laos (4).

O voto de vocês influenciou muito a minha decisão, mas outros fatores também pesaram bastante na escolha final. Como vocês já sabem, no próximo novembro irei para a China, com uma longa escala de 10 dias no Turquia. Uma inesperada promoção na Turkish Airlines fez com que eu me decidisse antes do prazo final – e me levou novamente ao extremo oriente. Desta vez, rumo ao gigante vermelho.

Uma passagem para a China, com direito a uma parada intermediária (ainda por cima em Istambul!), por R$ 2.400, não é algo que se possa ignorar facilmente. Foi tentação demais para mim. E assim ficou decidia a minha próxima aventura.

Mas aproveitei o stop-over permitido pela companhia turca para seguir o conselho de vocês e descobrir, mesmo que rapidamente, os principais atrativos desse país magnífico que é a Turquia, cheio de história e beleza. Apesar de dez dias ser muito pouco para tudo o que o país tem para oferecer, espero, ao menos, me deliciar em Istambul, cruzar o Bósforo, passear de balão pela Capadócia, admirar as ruínas de Éfeso e a beleza natural de Pamukkale. Para apenas dez dias, não é nada mal!

A visita à Grécia, infelizmente, ficará para outra oportunidade. Mas a própria Turquia, na sua enorme oferta de atrativos, dispõe de muitas maravilhas da civilização grega para matar um pouco a minha vontade de Atenas.

E a China não foi muito lembrada pelos visitantes do blog – qual seria a razão? Com apenas sete votos (incluindo o meu próprio, confesso) ficou bem atrás nessa enquete. Mesmo assim, acho que os vinte dias que passarei por lá serão muito bem aproveitados. Afinal, a Muralha da China, a Cidade Proibida ou o Exército de Terracota estão no topo da lista de quase todos os viajantes!

Ainda não comecei a planejar meu roteiro (mas já comprei o Guia Lonely Planet China 2012, que servirá de base às minhas pesquisas). Mas certamente essas atrações vão estar no topo da minha lista. Porém, a China é muito mais do que isso. Apenas caminhar pelas pequenas ruas de cidades históricas como Pingyao, ou apreciar a beleza natural de lugares como Huangshan são experiências únicas e marcantes. Isso sem falar no povo local, na sua cultura, gastronomia...

Eu continuo contando com vocês para ajudar a montar meu roteiro, e também para escolher meus próximos destinos. É só me escrever! E não deixe de votar nas próximas enquetes... Logo, logo, uma nova pesquisa estará no ar!