quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Chegou a hora


Depois de seis meses de planejamento, espera e expectativa, finalmente chegou o dia do embarque. Mochila a postos, agora aguardo apenas mais algumas poucas horas para me dirigir ao Aeroporto Internacional do Galeão. 

Amanhã pela manhã aterrissarei em Amsterdam, para uma escala de algumas horas antes de seguir rumo à Bangkok. Tentarei aproveitar ao máximo esse pouco tempo para matar a saudades dessa cidade, que visitei pela primeira e única vez em 1999 – faz muito tempo! Atingirei o meu destino final no dia 31 de dezembro, aproximadamente ao meio dia (hora local) – isso se tudo ocorrer bem, e sem atrasos! Mas o importante é que, um ano após a minha última viagem, finalmente ponho os pés na estrada e volto a fazer o que eu mais gosto – viajar.

A sensação de estar prestes a abandonar tudo, sair, fugir rumo a um país distante e exótico (mesmo que por apenas um mês) é única e quase indescritível. A ansiedade por tudo que nos espera se mistura com um leve temor do desconhecido, mas o resultado é muito positivo. É uma estranha sensação de estar vivo, que contrasta com a rotina de trabalho, trânsito e problemas domésticos do dia-a-dia. E mesmo as dificuldades e os eventos inesperados que certamente surgirão colaboram para essa emoção. Eu quero ir. Eu preciso ir. Há muito a  descobrir, muito a experimentar. A minha casa, meu bairro, minha cidade, meu país: tudo se tornou pequeno demais depois desses doze meses e eu me sinto sufocado. A liberdade de viajar, mesmo que ilusória, me permite expandir. Me dará forças para suportar outros meses, outro ano, até a próxima aventura (qual será? Já me pego sonhando de novo). 


quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Frase da Semana


“The traveler was active; he went strenuously in search of people, of adventure, of experience.  The tourist is passive; he expects interesting things to happen to him.  He goes sight-seeing.”

Daniel J. Boorstin (1914 – 2004), historiador, professor, advogado e escritor


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Tailândia, Vietnã e Camboja: agora falta menos de um mês...


Finalmente, estou percorrendo a reta final do planejamento da minha próxima viagem! Os dias estão cada vez mais corridos, enquanto tento equilibrar as exigências do dia-a-dia com os detalhes finais da preparação. E a ansiedade cresce a cada minuto!

O visto para o Vietnã já foi providenciado (pela internet, como comentado aqui no blog), assim como os documentos que deverão ser apresentados quando cruzar a fronteira rumo ao Camboja. Nos próximos dias, irei comprar as passagens aéreas entre Da Nang (aeroporto mais próximo da cidade imperial de Hoi An) e Ho Chi Minh, ao sul do Vietnã. E comprarei também o bilhete entre Seam Reap e Bangkok, trecho a ser percorrido no último dia do meu roteiro (se tudo ocorrer como planejado, claro).

Esses são alguns dos detalhes finais deste meu preparativo. Tenho ainda que reservar alguns hotéis (apenas dos hotéis das principais cidades, os demais deixo para escolher quando estiver no país), preparar minha mochila, as roupas e o importantíssimo kit-farmácia, além de alguns outros detalhes cruciais.

Mas o dia do embarque está cada vez mais próximo, como cada vez mais difícil está me concentrar das tarefas do dia-a-dia. Minha mente já está focada no dia 29 de dezembro, e vai ser difícil esperar até lá...

Fiquem atentos ao Cruzando Fronteiras. Ao longo desse mês e, principalmente, ao longo dos 27 dias que passarei viajando, postarei novidades sempre que possível...