segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Perguntas e Respostas: Sugestão de roteiro para o Marrocos – duas semanas


Sempre recebo e-mails e mensagens de pessoas com dúvidas sobre viagens. São perguntas sobre roteiros, atrações, hospedagem, dinheiro, passagens aéreas, etc. Então, resolvi criar uma seção de perguntas e respostas, que postarei aqui no Cruzando Fronteiras sempre que houver alguma pergunta interessante e que eu ache que possa ser útil para os demais leitores. Portanto, se você tiver alguma dúvida ou quiser uma ajuda no planejamento de sua viagem, é só entrar em contato. Se puder, adorarei ajudar! E quem sabe sua pergunta não aparece aqui no Blog. Vamos à pergunta do dia!

Olá amigo, o que sugere para um roteiro de duas semanas, começando e terminando por Casablanca? Muito obrigado. Newton.

Newton, bom dia! Com duas semanas à disposição, é possível fazer muita coisa no Marrocos. Não vai dar para ver tudo, é claro, mas acho que você vai conseguir uma boa impressão do país, do povo marroquino e da cultura berbere.

Um roteiro, porém, depende muito dos interesses de cada um. O que você procura nessa viagem? Cidades históricas? Belezas naturais? Experiências culturais? Gastronomia? Acho que um roteiro é sempre algo muito pessoal. Então, leia abaixo minha sugestão, mas não deixe de procurar conhecer mais sobre o país e as principais cidades e destinos turísticos. Assim, você pode adaptar a sugestão que eu te passei, acrescentando ou substituindo algum local por outro do seu interesse. No final, o importante é montar uma viagem com a sua cara!

Começando por Casablanca, vale a pena passar um dia na cidade, para conhecer as principais atrações, em especial a grande mesquita Hassan II, uma das maiores do mundo – e uma das raras no país abertas a visitantes não-muçulmanos. Mas não perca muito tempo em Casablanca. Existem outros locais que merecem mais dos seus preciosos dias!

Partindo de Casablanca, pegue um trem e vá para Fez, uma importante capital imperial marroquina, com sua Medina histórica incrivelmente preservada. Com tantas atrações, vale a pena ficar pelo menos uns três ou na cidade. Com esse tempo, vai ser possível também fazer um day-trip para as ruínas romanas de Volubilis e a cidade sagrada de Moulay Idriss.

A partir de Fez você pode embarcar em um ônibus noturno e, pela manhã bem cedo, chegar à pequena vila de Merzouga, bem aos pés das grandes dunas no Saara. Reserve um bom Riad (eu fiquei em um excelente chamado Riad Mamouche) e peça para te buscarem no ponto de parada dos ônibus. Os próprios proprietários do Riad vão organizar uma noite no deserto – uma experiência incrível e imperdível!

Você pode retornar à Fez e de lá ir para a bela cidade de Chefchaouen, perdida nas montanhas, impressionantemente preservada e conhecida pelas suas ruelas de tons azuis, certamente merece uns dois dias – um prazo ideal para se descansar e conhecer calmamente a sua riqueza cultural e histórica.

De lá, tome um trem noturno para Marraquexe, provavelmente o principal objetivo (e uma das mais impressionantes experiências) de sua viagem. Se perca pelo labirinto da Medina. Se encante com o charme da Praça Djema El-Fnaa (mas cuidado com os encantadores de serpentes!). E não deixe de experimentar a comida local! Uma cidade como Marraquexe merece no mínimo três dias inteiros – quem sabe quatro, se você dispuser de mais tempo. Acho que seria uma excelente forma de finalizar o seu roteiro.

Além dessas, existem muitas outras cidades que certamente merecem uma visita – como a linda vila costeira de Essaouira, e a milenar cidade-fortaleza de Ait-Benhaddou, incrustada nas montanhas e no meio da antiga rota dos mercadores berberes. Mas, como disse anteriormente, tudo depende dos seus interesses. Se possível, consiga um bom guia (em sempre recomendo o Lonely Planet), e leia bastante sobre o país. Ah, e não caia na tentação de ver tentar ver tudo em duas semanas. Infelizmente, temos que fazer escolhas – opte pelos locais que você tem mais interesse e veja com calma, saboreando o lugar, a cultura e o povo.

Passeie pelo blog. Eu já postei muita coisa sobre o Marrocos, inclusive outras sugestões de roteiros. E não deixe de ler o relato de minha viagem de 17 dias pelo país! E qualquer outra dúvida, é só me escrever!


Nenhum comentário:

Postar um comentário