sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A Colômbia mudou. Vá e confira.


As ilhas caribenhas de San Andrés e Providencia. As belíssimas praias continentais de Santa Marta e o igualmente belo Parque Nacional de Tayrona. O centro histórico amuralhado de Cartagena de Indias, com suas fortificações majestosas. Os sítios arqueológicos de San Augustín e Tierra Dentro, considerados por muitos como um novo Macchu Picchu. As belas cidades coloniais de Villa de Leyva e Popayan, com suas paredes brancas que preservam um tempo antigo. Os montes cobertos pelo verde dos campos de café, que dominam as paisagens ao redor de Pereira e Armênia. Cali, e agitada capital mundial da salsa. Os imperdíveis museus de Bogotá e Medellín. Ah, e as deliciosas Bandejas Paisas!

O que não falta à Colômbia são atrativos turísticos! Mas o que mais me marcou nos 25 dias que passei no país, em 2007, foi a gentileza e cordialidade do povo. Sempre sorridentes, demonstravam a paixão e orgulho do seu belo país - “Viva Colômbia!” ouvi muitas vezes esse grito, nas situações menos esperadas. Pareciam apreciar o fato de eu estar visitando e desbravando regiões que alguns anos antes eram consideradas perigosas e impenetráveis.

Um cartaz no aeroporto de Bogotá dizia alguma coisa mais ou menos assim: vá e diga aos seus amigos que a Colômbia mudou. Era uma tentativa de apagar o terrível passado de violência das FARCs. Eu não posso afirmar com certeza como era antigamente – poucos turistas visitavam o país, e um número menor ainda desviava muito dos roteiros tradicionais. Mas posso dizer que, quando estive lá, o que vi foi um presente muito agradável e um futuro que parecia bem mais promissor.

Para aqueles que desejam conhecer o país (e digo logo que vale muito a pena!), sugiro abaixo um roteiro semelhante ao que fiz, e que engloba boa parte das principais atrações do país. Iniciando e finalizando em Bogotá, é um roteiro de aproximadamente três a quatro semanas, mas que pode ser facilmente alterado, para acrescentar alguns destinos, ou reduzir alguns dias. Aproveitem!

01 – Chegada a Bogotá.
02 – Bogotá
03 – Bogotá
04 – Bogotá. Ônibus noturno para San Augustín.
05 – Chegada a San Augustín pela manhã.
06 – San Augustín
07 – San Augustín / Tierra Dentro
08 – Van ou ônibus para Popayan.
09 – Popayan
10 – Ônibus para Pereira ou Armênia.
11 – Pereira ou Armênia.
12 – Pereira ou Armênia.
13 – Ônibus para Medellín.
14 – Medellín
15 – Medellín
16 – Medellín. Ônibus noturno para Cartagena.
17 – Chegada pela manha a Cartagena.
18 – Cartagena
19 – Cartagena
20 – Cartagena
21 – Ônibus para Santa Marta.
22 – Santa Marta.
23 – Santa Marta.
24 – Avião para Bogotá e retorno.


13 comentários:

  1. Olá! Você poderia me passar informações sobre esse ônibus noturno de Medellin para Cartagena? Horário, preço, se tem opções de poltronas-cama, contato com a empresa para providenciar as passagens... coisas do tipo... E se vale o custo-benefício em relação ao vôo.
    Grata,
    Dibrito

    ResponderExcluir
  2. Dibrito,

    Antes de mais nada, muito obrigado pela visita! Espero ver você sempre por aqui, hein! Existem muitas companhias que fazem esse trajeto, sendo que as melhores são a Expresso Brasília e a Rápido Ochoa (ambas possuem sites na internet). O preço da passagem é 108.000 COP, o equivalente a US$56. Não é um trajeto barato, mas acredito que o preço da passagem aérea também esteja bem caro. Voar na Colômbia não é barato, principalmente pela falta de concorrência. Mas não custa nada conferir o preço do vôo, já que o trajeto de ônibus leva 14 horas ou mais. Se o seu orçamento permitir um gasto maior, voar vai poupar um tempo precioso e também evitará um noite desconfortável no ônibus. Mas se você resolver fazer o trajeto por terra, não esqueça de levar um bom casaco - dentro dos ônibus colombianos faz um frio tremendo! Ah, em geral os ônibus são bem confortáveis (dentro do possível), possuem banheiro e fazem algumas paradas ao longo do caminho. O que mais me incomodou foi o frio e a TV, que ficou ligada a noite toda passando uns filmes piratas!

    Abraços,

    Luiz

    ResponderExcluir
  3. Luiz, obrigada pela atenção e pelas dicas. Vou dar uma olhada nos sites e analisar direitinho o custo-benefício. Abusando de vc mais um pouquinho... Sabe se tem algo específico para se fazer em Cartagena no Reveillon ou só curtir a cidade e as praias mesmo?
    Obrigada de novo,
    Dibrito

    ResponderExcluir
  4. Dibrito,

    Não precisa agradecer!.. É um prazer ajudar, sempre que posso. Eu estive na Cartagena no mês de julho, então não possuo muitas informações sobre o ano novo na cidade. Mas como é um local bem turístico e a Colômbia é um país de muitas festas, imagino que não vão faltar opções de cafés, bares e boates para se passar o Reveillon. O centro histórico é belíssimo e imagino que seja um bom local para se festejar. Ah, e viajando nessa época, não deixe de reservar a sua acomodação com muita antecedência. A cidade fica lotada nesse período.

    Abraços,

    Luiz

    ResponderExcluir
  5. Ei Luiz, tudo bem?
    Li sua reportagem... adorei a opção de ir para Colômbia, mas estou afim de incluir praias no meu roteiro. Será q vale à pena ir para San Andres tb ou seria melhor fazer uma viagem somente para San Andres?

    ResponderExcluir
  6. Oi Dany, tudo bem? Muito obrigado pela visita! Espero ver você sempre por aqui, hein! Sobre a sua pergunta, acho que vale a pena sim você incluir uma visita a San Andres no seu roteiro. Quem sabe uns 3 ou 4 dias mais ou menos? Já seria o suficiente para acrescentar um pouco de sol ao seu roteiro, né! Só vale a pena pesquisar com atenção o vôo para a ilha, já que este deve ser uma gasto relevante do seu roteiro... Eu não conheço pessoalmente San Andres, mas já ouvi falar muito bem desse luga paradisíaco!

    Quantos dias você planeja passar na Colômbia? Qualquer outra dúvida, é só perguntar! Se eu puder, vai ser um prazer ajudar!

    Abraços,

    Luiz

    ResponderExcluir
  7. Bom dia amigo, obrigado pelas dicas. Gostaria de saber também se levo dolar ou Real? Minha dúvida é se quando trocar o real por dolar e o dólar por pesos colombianos, vou perder nas conversões das moedas. Valeu, um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Luiz Fernando Niquet28 de dezembro de 2011 23:07

    Bom dia! O que eu normalmente faço é não levar dinheiro vivo, e sim usar o meu cartão de débito para fazer saques nos caixas automáticos, diretamente em moeda local. Acho esta uma opção mais prática e segura, além de ser economicamente mais vantajosa (mas não se esqueça de liberar essa função no seu cartão e também conferir as taxas cobradas pelo seu banco). Aqui mesmo no blog tem alguns artigos sobre como levar o seu dinheiro durante as viagens. Acho que podem ser úteis! Abraços! E volte sempre, hein!

    ResponderExcluir
  9. Oi Luiz
    Vou para Bogotá e preciso ficar perto da Universidade nacional, conheces algm albergue por lá?
    Obrigada
    karen
    karennutricionista@gmail.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Luiz
    Vou a Bogota em maio e preciso ficar perto da Universidade, mas em albergue, o que podes me indicar?
    Obrigada

    Karen

    ResponderExcluir
  11. Karen,

    Eu, a princípio, não conheço nenhum local para te recomendar... mas vou procurar no site Trip Advisor e, se encontrar, te informo! Ah, e obrigado pela visita, hein! Volte sempre!

    ResponderExcluir
  12. Olá Luiz,
    Estou pensando em ir para Colombia com meu marido no nosso aniversario de casamento, dia 22 de junho, gostaria de passar no maximo 7 dias, gostaria que voce me sugerisse um roteiro para este periodo pois vi o seu roteiro e fiquei insegura em tirar algum lugar sem saber quais os lugares imperdiveis pra ir.
    obrigada
    andrea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andra, tudo bem? Antes de mais nada, muito obrigado pela sua visita e me desculpe pela demora em te responder! Espero que esse mensagem não tenha chegado tarde demais. Mas confesso que andei meio distantes do blog nessas últimas semanas, muito por causa do trabalho, que anda corrido ultimamente, e também por motivos pessoais (obras em casa, e coisas do tipo!).

      Mas, vamos à sua pergunta! Com apenas sete dias para conhecer a Colômbia, eu focaria no que o país tem de mais marcante. Acho que uns dois dias em Bogotá é algo fundamental. E também uns três dias, pelo menos, em Cartagena. Os dois dias que sobraram você pode passar em um lugar de praia, como a ilha de San Andrés, que é maravilhosa. A ilha merece até uns três dias, se você conseguir esticar as suas férias mais um pouco. Mas eu acho que essa combinação da capital urbana de Bogotá, o cidade histórica e colonial de Cartagena e as praias paradisíacas da ilha de San Andrés, faria o seu roteiro e 7 dias bem completo! Mas com oito ou nove dias, ficaria bem melhor, é claro! :o)

      Qualquer outra dúvida, é só escrever, hein!

      Abraços, e boa viagem!

      Excluir