segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Cinco dicas para viajar durante o Ramadã - e aproveitar!

Ramadan Mubarak! Com a proximidade do mês sagrado muçulmano, esta é uma boa hora para aprender como se diz “Feliz Ramadã!” em árabe – principalmente se você planeja viajar por algum país muçulmano neste mês de agosto. Então, se você tem alguma viagem planejada para o Egito, Marrocos, Indonésia ou Turquia (e muitos outros países!), veja abaixo algumas dicas que irão te ajudar a aproveitar essa experiência única de viajar no Ramadã (ou Ramadan, se você preferir).

Aprenda o básico. O Ramadã é um mês lunar – o nono do calendário islâmico – dedicado ao swam (o jejum sagrado), um dos cinco pilares do islamismo. Do nascer ao por do sol, os fiéis devem abster da comida, bebida, do tabaco e do sexo, se concentrando no desenvolvimento e na renovação espiritual. Após o por do sol, ocorre uma eufórica refeição (iftar), marcando o fim do jejum diário. Um pouco antes do amanhecer, há outro grande banquete, chamado sahur, que serve de preparação para o novo dia de jejum. Mas o Ramadã não se resume apenas ao jejum diurno e banquetes noturnos. Outra forte característica do período é a caridade, ou zakat, outro importante pilar da religião islâmica.

Planeje com antecedência. Como qualquer outro feriado, o Ramadã afeta o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e o turismo em geral. Muitos locais operam com horários reduzidos, e grande parte dos restaurantes fecha durante o dia. Portanto, não se esqueça de preparar um lanche para levar durante o dia, evitando passar fome! E é também uma boa idéia reservar hotéis com antecedência, evitando, assim, alguma surpresa desagradável. O mesmo vale para as atrações turísticas e os transportes, que podem ser afetados nesse período.

Adapte seus horários. Se você costuma acordar cedo para conhecer as atrações locais e logo após o pôr-do-sol já está retornando ao hotel para descansar, vale a pena rever o seus horários nesse período sagrado. O povo local costuma ficar em casa ao longo do dia, e as ruas ficam bem mais vazias, já que trabalhar ou passear durante o jejum não é fácil! Por outro lado, assim que termina o dia, as ruas ficam cheias de vida e as festas seguem até o amanhecer! Então, tente se adaptar à rotina local. Assim, você aproveitará muito mais e viverá de perto a magia do Ramadã!

Entre no espírito do Ramadã! Não se preocupe. O povo local não espera que você jejue durante o dia. De acordo com a tradição islâmica, até mesmo os viajantes muçulmanos estão liberados do jejum! Mas para mostrar respeito às tradições alheias, evite comer e beber em locais públicos ao longo do dia e respeite os momentos de oração.

Aceite a hospitalidade. Quando um muçulmano lhe oferecer doces ou te convidar para um banquete familiar, uma recusa soará bastante indelicada. Você não é obrigado a retornar o favor ou a comer os doces que te forem oferecidos. Apenas o fato de você ter aceitado será uma honra para seus novos amigos. Mas, se quiser, pratique o zakat, e faça uma doação a alguma instituição local.


Nenhum comentário:

Postar um comentário