segunda-feira, 4 de julho de 2011

Perguntas e Respostas: África do Sul, safáris e aluguel de carro

Sempre recebo e-mails e mensagens de pessoas com dúvidas sobre viagens. São perguntas sobre roteiros, atrações, hospedagem, dinheiro, passagens aéreas, etc. Então, resolvi criar uma seção de perguntas e respostas, que postarei aqui no Cruzando Fronteiras sempre que houver alguma pergunta interessante e que eu ache que possa ser útil para os demais leitores. Portanto, se você tiver alguma dúvida ou quiser uma ajuda no planejamento de sua viagem, é só entrar em contato. Se puder, adorarei ajudar! E quem sabe sua pergunta não aparece aqui no Blog. Vamos à pergunta do dia!
Olá, mochileiro! Estou indo para a África em novembro e gostaria de seu ajuda. Li que é muito fácil alugar um carro e fazer o safári no parque Kruger, mas tenho algumas duvidas: há outras possibilidades, como por exemplo, contratar um tour lá no parque? Quanto custaria? Parece que alugar o carro perto do parque é bem caro, isso procede? Fazendo o safári sozinho é possível ver todos os bichos ou só com ajuda de um guia? Ah, outra coisa, é necessário fazer reserva nesse parque para esse período?
Oi, tudo bem? Sobre suas perguntas, a melhor maneira para visitar o Kruger é mesmo alugando um carro e indo por conta própria. Quando estive lá no ano passado, eu aluguei um carro aqui do Brasil mesmo, pela internet. No meu caso, eu peguei o carro em Durban e fui dirigindo pela costa, cruzando a Suazilândia, até chegar ao Kruger. De lá, fui para Johanesburgo, onde devolvi o carro. Mas no site me deram várias opções, então acho que você poderia pegar o carro em Johanesburgo e dirigir até o parque, não é muito longe - acho que umas quatro ou cinco horas. Mas existem sim outras opções, como contratar um tour em Johanesburgo ou com algum hotel nas proximidades do parque. Mas essa maneira provavelmente sairá bem mais cara, principalmente se você viajar acompanhada e dividir o custo do aluguel do carro com outra pessoa. Ah, eu aluguei o carro com uma empresa chamada Tempest Car Hire. Foi razoavelmente barato, e bem fácil.
Com um carro simples, mesmo um popular, e um bom binóculo, você pode ver os animais sem problemas. Mas é claro que o Kruger não é um zoológico, então você não vai encontrar os animais lá, esperando você. Dirija bem devagar e fique atento a todos os movimentos! E tenha paciência! Mas eu fiquei cinco noites no parque, em diversos campos, e no final consegui ver quase todos os animais que queria - dos famosos Big Five, só não consegui ver o Leopardo - ficou para a próxima viagem!
E lá dentro do parque, na maioria dos campos, você pode contratar passeios com guias - vale a pena fazer pelo menos um deles. Existem passeios pela manhã, pela tarde, e mesmo noturnos. Não é muito caro, e é uma experiência interessante. Mas para fazer esses passeios, você tem que estar hospedada no campo, e então você teria que ter o carro e dirigir até lá.
Sobre as reservas, é fundamental reservar logo a hospedagem dentro do parque, o mais cedo possível! Eu estive lá em fevereiro e tive que reservar acomodação com aproximadamente seis meses de antecedência! E peguei o último quarto disponível num dos campos! Os campos oferecem acomodação de diversos tipos e preços, então vale a pena procurar bem.
Eu fiquei três noites em Lower Sabie, uma em Satara e outra em Skukuza. Acho que foi uma boa combinação e pude ver diversos ambientes, vegetações e muito animais! Eu também passei dois dias no Parque Hluhluwe-Imfolozi e dois dias no  iSimangaliso Wetlands Park.

Qualquer outra dúvida, é só perguntar! Boa viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário