domingo, 19 de junho de 2011

Dicas Essenciais para um Viajante Iniciante no Marrocos

O Marrocos é um lindo país e o povo marroquino é famoso para sua hospitalidade. Certamente você vai encontrar muitas pessoas dispostas a te ajudar e a te mostrar um pouco dos locais mais incríveis dessa região. Mas para tornar a sua viagem um pouco mais proveitosa e mais tranqüila, segue abaixo algumas dicas fundamentais para visitantes de primeira viagem.
Não deixe para conhecer o Marrocos no verão, especialmente se você planeja visitar o deserto ou a região sul do país. As temperaturas nesses locais ficam insuportavelmente quentes! E mesmo em grandes cidades como Marraquexe e Fez, o calor vai tornar cada passeio pela Medina um teste de resistência e bravura. O período da primavera ou o outono são as melhores épocas para o turismo, mas mesmo no inverno a temperatura é agradável. Mas não se esqueça de levar roupas de frio se você planeja passar a noite nas dunas do deserto. Na madrugada, o frio é intenso!
Aprenda algumas palavras básicas em árabe. Elas vão te ajudar muito e são uma ótima maneira de causar uma boa primeira impressão junto ao povo local.  Salaam Alaykum significa literalmente “que a paz esteja com você”, mas é utilizado como uma espécie de “olá” ou “bom dia”. Outra palavra que vale a pena aprender é shukran, que significa “obrigado”. Só com essas duas expressões, você já vai conseguir um sorriso e um tratamento melhor do povo local. Mas consulte um guia e conheça algumas outras. Vai valer a pena.
Se hospede em um Riad. Riads são as tradicionais casas marroquinas que foram transformadas em pousadas ou Guest Houses. Geralmente, possuem apenas alguns quartos, todos eles voltados para um pátio central, local de convivência e de noites embaladas por chá de menta. Nesses locais, em geral, o atendimento é personalizado e de primeira qualidade, assim como a decoração dos quartos e áreas comuns da casa. Os preços cobrados pelos Riads não são muito baratos, mas o investimento compensa! É uma experiência incrível.
Ande sempre com trocado nos bolsos. No Marrocos é fundamental você dispor de pelo menos algumas moedas guardadas estrategicamente no seu bolso. Logo no primeiro dia no país, você notará que pedir gorjetas ou cobrar alguns dirhans por qualquer coisa é uma prática comum. Para evitar ficar desprevenido, com apenas notas de grande valor, ou para não ter que abrir a carteira no meio da multidão da Praça Djemaa El Fna, deixe algumas moedas de um ou dois dirhans preparadas.
Não se deixe persuadir. Você não precisa contratar um guia para passear pela Medina. Assim que você atravessar a porta de seu Riad ou Hotel, certamente será abordado por alguém se oferecendo para mostrar a Medina ou alguma atração específica. Ele te dirá que é difícil ou mesmo perigoso chegar lá por conta própria. Mas não se preocupe, não é necessário contratar um guia. Apesar da confusão e do labirinto da Medina, durante o dia é seguro passear pelas suas ruelas. Além disso, se perder faz parte da aventura! Mas, se mesmo assim você quiser um guia, contrate apenas um guia oficial, que são contatados pelo escritório oficial de turismo da cidade. Estes são um pouco mais caros, mas muito mais seguros.
Barganhe muito. Mas leve na esportiva. Todos sabem que barganhar faz parte do programa turístico de qualquer visitante no Marrocos. E é fundamental ressaltar que você deve barganhar muito em qualquer compra no país. Os preços iniciais às vezes são cinco ou dez vezes superiores ao preço justo. Mas, mesmo com toda a pechincha e todo o esforço, você certamente acabará encontrando o mesmo produto um pouco mais barato na barraca seguinte ou então alguns dias depois. O importante é levar todo esse processo na esportiva. Não pense na negociação como alguma coisa importuna ou chata. Faz parte da cultura local e pode ser considerada até mesmo uma atração turística! E se você acabou pagando muito caro por algum produto (e isso aconteceu comigo várias vezes), tente não se preocupar. Provavelmente a diferença foi de apenas alguns dólares. Pense nisso como o preço da experiência marroquina, e parta para outra negociação!
Se você é uma mulher viajando sozinha ou na companhia de uma amiga, ignore as cantadas ou brincadeiras masculinas. Caminhando pela Medina, você provavelmente ouvirá uma grande variedade de cantadas e todo o tipo de brincadeira. Até mesmo algum inusitado pedido de casamento. Há casos até de homens que tentam tocar, ou passar a mão. Tente não se aborrecer muito. Geralmente, esses homens não representam perigo, são apenas chatos. Evite contato visual e siga andando. Se algum deles for mais persistente, ameace chamar a polícia. Normalmente é o suficiente para afastá-los.

Um comentário:

  1. Outra dica: Nunca abra seu guia ou mapa no meio da rua! É melhor ir para um canto escondido, ou entrar em um estabelecimento. Os marroquinos têm um radar para detectar turistas perdidos (e em grande parte do tempo vc estará procurando seu caminho)! Na verdade, aceite que se perder é uma grande diversão na medina, aceite o fato e caminhe livremente (porque aqueles guias são impossíveis de se entender! As ruas são labirinticas e sem nome!). Relaxe!

    ResponderExcluir