sexta-feira, 6 de maio de 2011

Não caia nessa: os cinco maiores erros dos mochileiros de primeira viagem

Nas minhas primeiras viagens eu cometi muitos erros que agora parecem bastante óbvios. Mas, conversando com outros viajantes, notei que esses equívocos são bem mais comuns do que eu imaginava, e muitos acabam repetidas vezes caindo nas mesmas armadilhas do que eu.

Então, para tentar ajudar um pouco, elaborei uma relação dos cinco principais erros cometidos por mochileiros de primeira viagem:

1 – Tentar ver tudo em pouco tempo

Se você tentar ver 15 países em um mês, acabará não conhecendo nenhum. Esse é o principal erro de quem viaja pela primeira vez, principalmente quem vai à Europa, onde a proximidade entre os países parece ser uma tentação grande demais para se resistir.

Mesmo com as distâncias curtas entre as cidades, não tente ver três ou quatro países se você dispõe apenas de duas semanas de férias. Acredite, é bem mais recompensador conhecer um ou dois países de cada vez, em um ritmo que te permita absorver a cultura local e entender o povo que você está visitando. E não negligencie as pequenas cidades, é exatamente lá que você conhecerá a verdadeira cultura local.

Levando em consideração o tempo gasto com o transporte e ainda o deslocamento entre o hotel e a estação de trem ou aeroporto, você poderá acabar gastando boa parte do seu tempo carregando sua mochila de lá para cá, sem aproveitar de verdade as cidades que estiver visitando.

Lembre-se: dificilmente essa será a sua última viagem, e você terá outras oportunidades para conhecer novos lugares.


2 – Carregar o mundo na sua bagagem

Você provavelmente já ouviu aquela velha dica: separe tudo aquilo que você acredita que vá precisar na viagem e coloque metade disso na sua mala. Realmente, é fundamental manter a sua mochila leve. Pense nos descolamentos entre as estações de trem e o seu albergue. E pense nos quarteirões íngremes que terá que percorrer em sua visita à Cuzco, por exemplo. Acho que você concordaria em deixar em casa aquele casaco ou vestido que não tem certeza se vai usar.

Lembre-se que provavelmente comprará coisas ao longo da viagem, então não saia de casa com a mochila cheia. Você precisará de espaço!

Ah, e moderação nos calçados: eles ocupam mais espaço do que você imagina! Um ou dois pares são mais do que suficientes para uma viagem de um mês.


3 – Planejar demais e reservar tudo antecipadamente

Com milhares de sites e fóruns na internet, meia dúzia de guias e inúmeras revistas e programas de TV, o que não falta são fontes de informação para se planejar uma viagem independente.

Com o dia da viagem chegando, você provavelmente sentirá a tentação de planejar tudo com antecedência, em todos os detalhes possíveis. Mas, se reservar as suas primeiras noites de hotel na cidade de sua chegada é uma boa idéia, pagar todas as suas acomodações e tours antes mesmo de sair de casa te causará muitas complicações.

Você conhecerá pessoas ao longo de sua viagem que te darão dicas de lugares incríveis para visitar ou hotéis imperdíveis onde se hospedar. Então, deixe espaço na sua agenda para alguma espontaneidade e para imprevistos. Eles são a alma de uma viagem.

Isso sem falar nos preços, é claro. No caso de tours e passeios, é provável que saiam mais em conta se reservados diretamente no destino. Com menos intermediários, você economizará uns preciosos dólares!


4 – Escolher a companhia errada.

Existe um ditado árabe que diz: escolha o companheiro de viagem antes do destino. E isso é uma grande verdade. Viajar com outra pessoa por um longo período de tempo pode ser uma tarefa bastante complicada. Portanto, não se apresse e escolha alguém que tenha os mesmos interesses e uma personalidade compatível com a sua. Uma escolha errada pode comprometer muito da sua diversão! E não é um erro facilmente corrigível.

Se não encontrar alguém, não há necessidade de abandonar os seus planos de viajar. Apesar de a idéia ser um pouco assustadora para alguns, viajar sozinho pode ser muito divertido, e te dará oportunidade de conhecer novas pessoas ao longo do caminho. Na verdade, viajando sozinho você conseguirá submergir ainda mais na cultura local!


5 – Não interagir com o povo local.

Esse é um erro muito comum até mesmo com viajantes experientes. Viajando em dupla ou em grupo, a pessoa tende a se isolar e relacionar apenas com os seus companheiros de viagem, não deixando muitas oportunidades para interagir com o povo local. Para conhecer verdadeiramente um país, tente puxar conversa com os companheiros de cabine durante as viagens de trem, ou mesmo com alguém parado ao seu lado no ponto de ônibus. São excelentes formas de conhecer em primeira mão os habitantes do local que estiver visitando.

Mesmo viajando sozinho, às vezes o viajante se encontra com outros nos albergues e hotéis, e passa a conviver com esse grupo nos passeios, nas refeições ou durante as aventuras noturnas. Apesar de ser muito divertido, não deixe que isso lhe isole dos verdadeiros habitantes do país, afinal são eles que você quer conhecer!


12 comentários:

  1. Excelente ! Já cometi esses e outros erros e acho importantíssimo que alguém de esse toque.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog. Está recheado de informações importantes

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado! Espero ver vocês por aqui outras vezes, hein! Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Perfeito !!!
    Adorei seu blog e dicas..!!!

    ResponderExcluir
  5. Você deve ter mais cautela na Alemanha, nas maiores cidades. Lá eles fazem de tudo para não interagir.
    Só puxe conversa com pessoas que lhe retribuam um olhar (lá NINGUÉM te olha) e pareça simpática.
    NUNCA em hipótese alguma encoste em alguém. Fiz isso uma vez no trem e o Sr. que estava ao meu lado parecia ter tido uma ataque. hehehe
    Mas em cidades pequenas, as pessoas realmente são diferentes. Vale a pena conhecer a cultura local, ainda mais naquelas vilas que tem muita história.
    E outra coisa, seu blog é excelente.

    Abraços
    Jonas-Blumenau

    ResponderExcluir
  6. Adorei o blog, estava cheia de medos e dúvidas pq estou indo para Italia por 18 dias sozinha, em agosto, vc me ajudou muito.
    Já estou com as passagens pagas ida e volta. Quanto devo gastar em média com hospedagem?

    ResponderExcluir
  7. No que diz respeito a planejar sua viagem antecipadamente no ponto 3, eu concordo com o que foi dito, prefiro adiar algumas decisões também, mas...

    ... vou fazer um adendo. Se a viagem for para a India e vc quer viajar de trem (altamente recomendável para pequenas e médias distâncias) então, assim que arrumar seu roteiro (recomendo que faça isso pelo menos um mês antes de pegar o avião), arrume um jeito de comprar logo seus bilhetes de preferência pelo site da IRCTC ou usando o site da cleartrip como apoio. Ainda com relação à India é sempre bom pelo menos ligar no dia anterior a uma saída de cidade para o hotel/albergue onde deseje ficar, isso se vc já não acertou tudo por e-mail. E se puder ter o transporte já arranjado entre a estação e o hotel/albergue melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boas dicas, Bernardo! A Índia é quase que um caso à parte, né! Mas em relação às passagens de trem, em alguns outros países também pode ser uma boa idéia reservar com antecipação, como é o caso da China. Eu pedi para o meu hotel em Pequim comprar com antecipação os bilhetes que eu precisava. Eu sei que perdi com isso um pouco de flexibilidade e ainda tive que pagar taxas extras. Mas valeu a pena, porque possivelmente eu não conseguiria bilhetes para os trens que eu queria se deixasse para os últimos dias. O importante é planejar com antecipação, pesquisar, e agir de acordo com o país que você for visitar! Valeu pela participação! Abraços!

      Excluir
  8. Luiz adorei o site tem dias otimas!!
    voce acha q mulher viajando sozinha pela ásia (vietna, cambodja tailandia) é perigoso???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natali, tudo bem? Muito obrigado pela visita, hein! Espero ver você sempre passeando por aqui! Sobre a sua pergunta, eu acho que o Sudeste Asiático é um dos lugares mais seguros para uma mulher viajar sozinha. Em geral, são países bem seguros, onde a violência não costuma ser uma preocupação e assaltos são relativamente raros. E são países também onde as pessoas costumam respeitar as mulheres, ao contrário de alguns países do Oriente Médio ou do norte da África (e até mesmo alguns lugares da América Latina). Então, viaje sem medo e aproveite bastante! E, qualquer dúvida durante o seu planejamento, é só escrever! Abraços!!

      Excluir
  9. Luiz adorei o blog as infos sao otimas e ajudam mesmo...
    voce acha perigoso mulher ir sozinha pra asia??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto tempo você está pensando em ficar na região? Já tem o seu roteiro pronto? Adoraria saber sobre os seus planos! E, se eu puder ajudar, será um prazer! :o)

      Excluir